Sesc da Avenida Paulista compartilha saberes sobre moda e refugiados

Escrito por on 02/10/2019

No final de semana dos dias 5 e 6 de outubro, sábado e domingo, o público que chega ao Sesc Avenida Paulista encontra um pedacinho de diversas partes do mundo e suas respectivas culturas. O projeto “Alinhavos Possíveis: Moda e Direitos Humanos” convida artistas e artesões de vários países, que se encontram atualmente em situação de refúgio e imigração, para compartilhar seus saberes, fazeres e trabalhos. A moda é compreendida por esses artesãos como um meio de expressão de suas culturas nativas. Acaba se tornando também uma forma de resistência e autoafirmação perante o mundo, sempre pelo viés criativo e dinâmico com que se inserem no cotidiano na cidade de São Paulo.

As atividades, todas gratuitas, incluem “Costura e Moda Árabe”, “Colares e Bonecas Africanas”, “Histórias Feitas de Tecidos e conversa sobre Bordados Palestinos”, “Perfumaria Árabe”, “Turbantes Africanos”, “Pintura e Design de Tecidos Africanos”, “Personal Stylist Árabe”, “Tattoo de Henna Mehndi” e “Bordado Boliviano Cholita”. Para participar das atividades é necessário retirar ingressos com trinta minutos de antecedência, exceto para a oficina “Histórias Feitas de Tecidos e Dança Palestina”, que tem acesso livre.

O PROJETO

O projeto “Alinhavos Possíveis: Moda e Direitos Humanos” apresenta uma série de projetos na área de moda e vestuário, destacando a relação entre o fazer artístico, a cultura da moda e a sensibilização para questões que discutem a dignidade humana e a justiça social. Em outubro, o projeto traz diversas iniciativas coletadas pela “Deslocamento Criativo”, plataforma de impacto social concebida para mapear, dar visibilidade e auxiliar a sustentabilidade de refugiados e migrantes recentes que atuam na área da Economia Criativa na cidade de São Paulo.


Estação i

Current track
TITLE
ARTIST